UA-85145501-1

Drácula – a história nunca contada

Em 03.12.2014   Arquivado em filmes

Após muita insistência do meu namorado, decidi ir ao cinema com ele ver Drácula. Eu só esperava que eles não colocassem nada a ver com ” vampiros brilham no sol”. Me surpreendi.

 
Logo no começo ouvimos a história de Vlad Tepes, “O Empalador” e como ele ficou conhecido por sua ferocidade em batalha. Ele era um humano realmente fora do comum, com uma força que estes não tinham também. Seus soldados o veneravam, sua rainha o amava e ele era o pai perfeito, na visão dos filhos. Porém, após governar 10 de paz, o rei turco exige que 100 crianças sejam entregues para serem violentamente treinados para integrar o exército. Entre eles, está o filho de Vlad. O príncipe se recusa e, com isso, inicia uma guerra que não tem condições de vencer. Como ultima alternativa, ele recorre a um ser das trevas que vive pela região. Após beber o sangue dele, Vlad se torna um vampiro e ganha poderes sobre-humanos.

Após ganhar todos os poderes, Drácula os usa unicamente para salvar seu povo e sua família, resistindo à tentação do sangue e não se deixando levar pelo mal em nenhum momento. Herói??
Sim, nesse filme, Drácula é humanizado, mostrando um lado que nunca vimos nos filmes. Uma das poucas coisa que salva foi a maneira com que eles exploram os pontos dos vampiros como a sede, a “visão”, como eles sentem onde estão os Humanos, a audição e o poder dele de controlar os morcegos. Ou seja, os efeitos especiais e a caracterização dos vampiros foi muito legal!

O que acharam do filme?? Comentem abaixo!
Beijinhos