UA-85145501-1

Resenha #11: Harry Potter e a Pedra Filosofal | J.K Rowling

Em 11.01.2016   Arquivado em resenha
Nome: Harry Potter e a Pedra Filosofal

Editora: Rocco
Páginas: 426
Autora: J.K Rowling

Sinopse: Harry Potter é um garoto comum que vive num armário debaixo da escada da casa de seus tios. Sua vida muda quando ele é resgatado por uma coruja e levado para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Lá ele descobre tudo sobre a misteriosa morte de seus pais, aprende a jogar quadribol e enfrenta, num duelo, o cruel Voldemort. Com inteligência e criatividade, J. K. Rowling criou um clássico de nossos tempos. Uma obra que reúne fantasia e suspense num universo original atraente para crianças, adolescentes e adultos.

 

 

pinkroseborder_wingsofwhimsy

Como começar a resenhar o livro que marcou minha infância, e a de muitos?? Com certeza não é uma tarefa fácil…Primeiro volume da série, J.K Rowling transformou não só o mundo da escrita, como o mundo todo…

“Ele vai ser famoso, uma lenda. Eu não me surpreenderia se o dia de hoje ficasse conhecido no futuro como dia de Harry Potter. Vão escrever livros sobre Harry. Todas as crianças no nosso mundo vão conhecer o nome dele!”
PF, cap. 1, pág. 17

O livro começa mostrando um bebê, que é deixado à porta da família Dursley , com uma carta que explica quem ele é e tudo que o envolveu até ele ter que ser levado àquela casa. Durante dez anos Harry Potter, desconhecendo essa carta, sofreu na mãos dos tios e do primo até receber um presente bem inusitado: Em seu décimo primeiro aniversário, descobre que é um bruxo.

Conduzido pelo doce e um tanto atrapalhado Rúbeo Hagrid , Harry inicia sua trajetória num mundo completamente novo, onde corujas enviam cartas, bancos são conduzidos por duendes e vassouras são capazes de fazer a pessoa que está sentada nelas voar. E descobre que para ser um exímio bruxo, é necessário muito estudo, então ele é levado a escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Comandada por Alvo Dumbledore, ela é dividida em quatro casas: Grifinória, Lufa-lufa, Sonserina e Corvinal. Harry é selecionado para a Grifinória e percebe que “ser um bruxo não é só agitar a varinha e dizer meia dúzia de palavras sem sentido”: Existem matérias sobre feitiços, poções, tem duelos de varinhas, aulas com animais mágicos, treinos de quadribol e professores rígidos. Sem contar a fama que ele possui por ter derrotado, sem saber, o mais terrível dos bruxos “aquele que não deve ser nomeado”. Fato esse que o faz ser uma lenda no mundo da magia, afinal muitos tentaram e pereceram frente a Voldemort. Ele era somente um bebê e conseguiu.

Harry, que era mais que um nada no mundo dos trouxas, passa a ser uma celebridade, e vai lentamente se cercando de amigos, tendo como os dois melhores amigos Rony Weasley, um menino pobre, mas um amigo bem leal, e Hermione Granger, uma bruxinha muito esperta. Percebe que mesmo num mundo onde a magia rege praticamente tudo, a inveja e o preconceito estão presentes. E, para completar, “Você sabe quem” não estava realmente morto. Ele, reduzido a mais que uma alma vagante pelo mundo, tendo que “compartilhar” corpos para sobreviver, estava em busca de algo que o ajudasse a criar um corpo para finalmente poder retornar, e para isso precisava da Pedra Filosofal.

Agora, para continuar em Hogwarts e impedir que Voldemort retorne, Harry precisa aprender os valores simples da vida como a perseverança, a amizade e o amor. J.K tem sempre um ensinamento novo, ela te faz devorar o livro em pouco tempo e ainda assim te prende do início ao fim.

Nota:

5 estrelas (1)

 

Então é isso!! Espero que gostem e até a próxima!!

 

  • Rennan

    Em 11.01.2016

    Nunca li os livros, apenas vi os filmes mas agr fiquei com vontade de ler

  • Romero

    Em 11.01.2016

    #HPforever

  • Ananda Dias

    Em 11.01.2016

    Oi, Andressa.
    Harry Potter foi o primeiro livro “sem ilustrações” que li sozinha e isso me marcou muito. Sou apaixonada pela história e pela narrativa da JK. As lições do livro também são maravilhosas. Sou fã apaixonada por essa série e me considero de Sonserina. hahaha
    Gostei muito da sua resenha!
    Beijos,
    Ananda. =)

  • Andressa Waleska

    Em 11.01.2016

    Muito obrigada Ananda. Eu me considero Lufana rs
    Beijos!!