UA-85145501-1

Review: Samsung Galaxy Tab 4

Em 16.04.2016   Arquivado em resenha, review

1

Oii pessoal, tudo bem? Esses dias eu desabafei no twitter que, graças a atualização para o iOS 9.3, os portáteis antigos da Apple, como iPhone 4s, Ipods, iPads 2 e 3 começaram a apresentar muitos bugs, incluindo um que, quando você conectava o gadget no iTunes, ele não aparecia.

Pois bem, o meu deu esse bug também. Eu pensei: “Pow, vou redefinir ele, pra ver se assim ele pega”. Continuou a mesma coisa. Ainda tinha o iPad, agora vazio. Fula da vida por ter perdido todos os aplicativos e uns documentos importantes (isso porque o backup também não queria funcionar graças a esse bug e eu não tive tempo de salvar nada), desabafei rapidamente no twitter de novo e saí pra pesquisar preço de tablets Android.

2

Lançado em 2014, o Galaxy Tab 4 é mais leve, mais fino e tem um revestimento totalmente remodelado do que seu antecessor, o Galaxy Tab 3. Em comparação com a forma arredondada do 3, este vem em uma forma perfeitamente retangular, com cantos retos. Pra quem quer tirar fotos melhor pensar de novo se deseja adquirir um: A câmera dele é bem ruim, já que só tem 3 MP a traseira e 1.3 a frontal.

IMG_9863

Ele foi projetado para aqueles que querem um tablet compacto para apps comuns e alguns jogos, ou seja, mais focado para faculdade ou pequenos trabalhos. E para isso ele está me servindo muito bem. Abaixo, algumas das especificações:

2

Já coloquei todos os pdfs que eu precisava e alguns jogos para relaxar (Sem contar a Netflix rs).
Obrigada por lerem até aqui, e até a próxima!!
Beijos

Meus materiais da Faculdade

Em 07.04.2016   Arquivado em faculdade

Boa tarde meus queridos!! Tudo bem?

Tive mais um Hiatus no blog, mas foi por motivos sérios: Eu estou estudando para concurso público. Então minha cabeça, nesses últimos meses, esteve voltada totalmente para os estudos. Mas agora eu estou conseguindo me organizar melhor e volto em breve com posts novos.

Aqui eu vou falar sobre os materiais que eu levo pra faculdade. Esse ano eu estou no segundo período de História e decidi não levar tanta coisa pra estudar (além do mais, minha coluna agradece).

1 – Meu caderno de uma matéria (eu só peguei quatro matérias esse semestre, então consegui dividir certinho 24 folhas pra cada).

1

 

2 – Meu Estojo. Também decidi pegar um estojo pequeno. O que eu tinha era de três divisórias e estava pesando um pouco na mochila

5

3 – Meu planner/agenda. Tilifax

8

4 – Meu celular (não vivo sem)

5 – Minha garrafinha de água

11

6 – Minha pasta sanfonada onde eu levo as xerox e tudo mais. Eu até tentei levar o tablet (mais ecológico e tal), mas não deu.

10

7 – E, por último, minha mochila. Essa é da coleção da Bruna Vieira, feita pela Uatt!.

6

Por enquanto é só isso. Se eu, por acaso, foi levar mais coisa, eu adicionarei neste post.

Muito obrigada!

Beijos!!!

Resenha #12: Como Eu Era Antes de Você | Jojo Moyes

Em 16.02.2016   Arquivado em livros, resenha

Nome: Como Eu Era Antes de Você

Daniel Pereira

Autora: Jojo Moyes

Editora: Intrínseca

Páginas: 320

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro. Como eu era antes de você é uma história de amor e uma história de família, mas acima de tudo é uma história sobre a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

24-barrinhas-divisórias-acessórios-utilitários-blog-tumblr-feminino-cute-gifs-png's-doces-animais-cortinhas-NERDSferas (3)

Voltando pras resenhas de livros depois de muito tempo, com um dos livros mais emocionantes que eu já li. A Bola da vez é o lançamento da Jojo Moyes, cujo filme está com estreia prevista para março deste ano. Eu confesso que não chorei, mas esse livro me fez pensar bastante no rumo que estou dando na minha vida, e o que fazer para mudar isso.

O livro conta a história de Will e Lou, duas pessoas completamente diferentes. Will Traynor era um CEO rico de Londres, sua vida era uma correria, mas ele ainda tinha tempo de praticar esportes radicais, e isso era sua paixão; Lou era uma garota sem muitas ambições e seu mundo se resumia à cidade onde morava, o café onde trabalhava, a família e o namorado, Patrick.
Até que o acidente muda radicalmente a vida de Will e junta ele e Lou numa situação completamente, digamos, inusitada. Lou perde o emprego que tanto gostava e precisa ir atrás de outro. O problema, porém, era que ela só sabia fazer aquilo, servir café e ser boa e atenciosa com as pessoas, até que, depois de alguns bicos, surge uma vaga de cuidadora para um tetraplégico, e é ai que ela conhece Will. No começo eles se odeiam, e Lou realmente pensa em pedir demissão, por conta do gênio difícil de Will. Ele não gosta de ser ajudado e muito menos de pedir ajuda, visto seu passado envolvendo “liberdade”. O tempo vai passando e ele vai, aos poucos e graças às insistências de Lou, mostrando a pessoa que ele era antigamente. Lou também conhece Nathan, enfermeiro de Will e a pessoa que a ajuda durante os primeiros meses no trabalho e a entender a vida que rolava na casa dos Traynor.

Quando Lou, ouvindo uma conversa entre os patrões, descobre o segredo de Will, ela começa a fazer de tudo para mostrar a ele que a Vida não acabou no momento que ele ficou preso àquela cadeira. Ela monta uma lista de “Coisas a fazer” antes que o seu tempo de seis meses no trabalho acabe. Durante essas pesquisas, Lou começa a entrar no mundo dos tetraplégicos e percebe que existem realmente muitos empecilhos e preconceitos, mas também muitas coisas interessantes a se fazer para não deixar que a depressão domine. Em meio a essas pesquisas, ela rompe com Patrick, seu pai volta a trabalhar e sua irmã volta para a faculdade. É por isso que ela procura ajudar Will, se aventurando em mergulhos, festas na praia e viagem em avião, já que Will vive dizendo que Lou “não vive” e que tem um horizonte muito limitado.

No final, tem uma carta lindíssima que Will escreve para Lou que me deixa realmente emocionada. E, durante o livro, existem capítulos pela visão dos personagens secundários como Nathan e os pais de Will.

Esse é o primeiro livro que eu leio da Jojo Moyes e estou apaixonada pela escrita dela, o jeito que ela escreve simples e de fácil entendimento, é uma leitura que te prende do inicio ao fim, sem contar que é muito viciante. Gostei mesmo.

5 estrelas (1)

Troquei meu iPhone.

Em 02.02.2016   Arquivado em celular

1

Aqui, eu comentei rapidamente do porque eu ter trocado o iPhone 5s pelo Sony Xperia M4. E deu um burburinho danado porque muita gente começou a dizer que eu sou “hater da Apple”, ou “não tenho iPhone pq não tenho como pagar”. Eu já tive dois aparelhos Android (Samsung Galaxy e Moto G) e dois aparelhos iOS (iPhone 4s e iPhone 5s). Ano passado, resolvi trocar meu iPhone por um aparelho Sony Xperia M4, que pertence ao sistema Android. Aí vem o pessoal “nossa, sua doida”, “fez besteira”.
Enfim. eu agora vou explicar quais motivos me levaram a trocar de aparelho (e, consequentemente, de sistema).

Fundotransparente

LinhadoTempo

Eu virei fã da Apple lá em meados de 2003/2004, quando ganhei o iPod Classic (#rip. Eu adorava ele :'(). De lá pra cá eu ganhei os celulares descritos acima, mexi bastante nos dois sistemas, até no Windows Phone (meu namorado teve um Lumia #nãogostei).

Antigamente o Android realmente não era muito bom, mas agora melhorou tanto que bate de frente com a Apple. Sem falar que eu já vi uma grande maioria – adolescentes em geral – com iPhone. Alguns compram porque gostam do sistema, outros só porque as blogueiras tem. Mas a grande verdade foi que, aqui, a maçã virou modinha. (Mas se você tem condições de pagar quase 4 mil num celular, ou parcelar até o rim para adquirir esse telefone, e ter cartão de crédito internacional para comprar os apps pagos, vai lá). Outro dos motivos pelos quais eu abandonei totalmente os smarts da Apple foi porque, além do iOS ser um sistema muito limitado, eu não curtia aquela coisa de depender do iTunes pra passar música e fotos.


Ah, e um dos pontos positivos do Android pra mim, além de tudo, é o Cartão do Google Play (30, 50, 100 reais). Basta você ativar como se fosse um cartão de recarga, e pronto, pode sair comprando os aplicativos sem se preocupar em ver a fatura do cartão de crédito e tomar aquele susto no final do mês.

iPhone

Sério gente, eu ouvi isso. Foi um relato da Nina. Vou resumir, foi assim: A Nina também trocou o iOS pelo Android. Ela estava no Snapchat quando uma fã chegou para ela, questionando-a da mudança e mandou a pérola acima, afirmando convictamente. Gente, perai. Celular tem que atender as suas necessidades (mas realmente todas as blogueiras possuem iPhone, então, os adolescentes BR vão continuar comprando). Eu fui assim com meus iPhones, mas foi no final do ano passado que eu abri meus olhos e disse “não, chega” o 5s já estava ficando obsoleto por conta da chegada do 6 e do 6 Plus, sem contar o fato de que a Apple está deixando a desejar após a morte de Steve Jobs, afinal as ‘inovações’ que eles colocaram, já existiam em outras empresas como Motorola e Samsung, como a ‘mudança’ do botão de ligar, que agora sai da parte superior e vai para a lateral, o botão home agora podendo reconhecer a digital, dentre outros.

Mas, penso eu, as blogueiras tem iPhone para facilitar a sincronização com os macbooks, onde elas editam seus vídeos e blogs/canais no youtube. Mas, pra classe média, iPhone virou sinônimo de modinha sim. Eu sigo alguns canais no youtube, como o Coisa de Nerd, e ele mudou pro Galaxy e está adorando. Ele mora no Canadá. Eu também já li que muitos americanos estão desistindo da Apple, mas ainda são uma minoria.

E vocês, o que pensam da rixa Apple x Android?


Se inscrevam nas minhas redes socais e acompanhem tudo pela nossa página!! Beijos

Facebook | ♥ Twitter | ♥ Instagram: @andressawaleska

Página 5 de 351 ...123456789... 35Próximo