UA-85145501-1

Pray for Our World

Em 15.11.2015   Arquivado em my texts
“Oooooh Homem, riqueza tem também seu preço que é justamente o seu avesso, o desabrigo, a morte, a fome.
Oooooh Homem, não vê que a chuva também chora, é Deus que aos prantos te implora perceber que dinheiro não se come”
 
 
À luz dos recentes acontecimentos, andei refletindo…Não estamos mais vivendo, apenas “sobrevivendo”. 
Tragédia em Mariana, Chacina em Fortaleza, Chacina em Paris, Terremoto no Japão, Assassinatos no Quênia, Conflitos no Oriente Médio, famintos e desabrigados por causa da sociedade…
Eu não estou aguentando mais, o mundo precisa de PAZ! Precisa de menos dedos apontados, menos julgamentos e mais compaixão, mais amor.
Já basta mimimis na internet tentando “comparar” qual tragédia foi a maior (Ainda não consigo acreditar nisso), condenar uma MAIORIA por causa duma MINORIA. No caso de Paris e do Oriente Médio, Mulmanos são pessoas que sofrem das mesmas pugnas que os ocidentais. Eles possuem uma cultura rica e milenar. A religião como um todo NÃO tem culpa por causa de uma PEQUENA massa radical, que tira vidas sem pensar. Ainda sobre o caso de Paris, os radicais se passaram de refugiados para começar a matança. Agora os refugiados, que não tem nada a ver com isso e só estão precisando urgentemente de um lugar para viver, vão “pagar o pato”.
 São culturas diferentes, sei disso. Mas todas fazem o planeta sangrar e precisam parar com isso, ou então não teremos mais um lugar para viver!
 
A vida é o maior bem que temos, temos que valorizá-la!!
A cada final de noite, quando formos dormir, e a cada vez que acordarmos, vamos rezar, rezar por estarmos vivos, porque não sabemos se vamos ver um novo amanhecer.

“Cápsula do tempo”

Em 28.08.2015   Arquivado em my texts
Como você se imagina daqui a X anos? Casada(o), com filhos, bem sucedida(o) profissionalmente?! Então, pare alguns minutos da sua vida e pense nisso, foque em como gostaria de estar daqui a, sei lá, 10 anos e coloque no papel ou crie um documento no computador, e apresente suas ideias. Tenho certeza que quando encontrar esse documento novamente irá se surpreender com todas as coisas que havia escrito, ou então dará boas gargalhadas do que queria naquele tempo com tanto fervor e que no momento já parece um tanto “obsoleto”.

 Vai se surpreender! Boa sorte!

Follow my blog with Bloglovin

Histórias, RPGs: Inventando personagens

Em 10.03.2015   Arquivado em histórias, meus textos, my texts, postagens aleatórias

Qualquer nerd que se preze já ouviu falar sobre RPG. Não, não é acupuntura! É um jogo no qual os jogadores assumem os papéis de personagens e criam narrativas, que se dá de acordo com um sistema de regras predeterminado. As escolhas dos jogadores determinam a direção que o jogo irá tomar.

(Foto: Go, Heroes!)



Eu jogo desde os meus 14 anos, mas não o conhecido RPG “de mesa”. Comecei nos fóruns online, escolhendo personagens disponíveis e turnando com várias pessoas diferentes, seja no mundo do anime ou no dos Comics. Era muito bom!!
Dai, com a chegada do “messenger”, muitos migraram dos fóruns para esta plataforma mais prática, e eu fui uma delas. Lá que comecei a conhecer mais animes, pessoas novas e aumentando meu repertório de turnos, começando a desenvolver mais os textos, o que ajudava no colégio também. Então os amigos iam “amadurecendo”, e desistindo de jogar, fato que culminou com o “fim” do messenger e do orkut, as duas plataformas, além dos fóruns, que o pessoal mais utilizava. Eu também desisti, mas continuei criando fanfics para os personagens, ainda que não tenha publicado nenhuma por vergonha.

Seja online ou pessoalmente, o RPG (Roler Playing Game) cativa muitos amantes Nerds pelo mundo, ainda mais no Brasil. O resultado disto foram as publicações de inúmeros livros que ensinam como jogar determinadas aventuras, como Tormenta, Vampiro a Máscara, Mago a Ascensão, Dungeons & Dragons, dentre outros. 


E vocês, curtem jogar também? Digam nos comentários quais aventuras lhes agradam!!
Beijos pessoal!!

A Chuva….

Em 22.01.2015   Arquivado em my texts

 

Quando ela cai, parece que lava nossa alma. Nós começamos a pensar sobre inúmeros assuntos do nosso cotidiano, refletindo sobre as ações daquele dia, ou simplesmente olhamos para janela afim de admirar. 
Como disse Paulo Coelho em sua obra, Aleph: “Quem deseja ver o arco-íris, precisa gostar da chuva”. 

Eu sempre fico pensativa e ouço música, deitada na cama, ou pego um livro e fico só ouvindo o  barulho da chuva caindo e, junto com a história, me fazem “entrar” no livro. É uma sensação ótima! Por mim, poderia ser o ano inteiro com chuva e aquele frio gostoso que não dá vontade de sair debaixo do edredom!


E vocês, que estação gostam mais? Escrevam nos comentários!!
Beijos!!

Página 1 de 3123